• Rua Cimo de Vila, nº. 2 - Edifício Solar dos Peixotos - 3500-105 Viseu

Cuidados de Saúde Primários

Cuidados de Saúde Primários Os cuidados de saúde prestados pelos CSP diferenciam-se, em muitos aspectos, dos que são praticados nos Cuidados de Saúde Hospitalares (CSH):

a) Preocupam-se com toda a população, tanto na saúde como na doença Os CSP preocupam-se com toda a população, quer com as pessoas saudáveis quer com as pessoas doentes que têm problemas de saúde agudos ou crónicos. Com todas elas visam proteger e melhorar o seu estado de saúde, promovendo comportamentos e atitudes saudáveis, procurando evitar que adoeçam, desenvolvendo estratégias de prevenção primária e secundária, diagnosticando as doenças o mais precoce possível para que haja cura e não resultem sequelas. Prestam cuidados holísticos, globais com a preocupação de serem pró- ativos. Tomam a iniciativa de contactar as pessoas quando estas não comparecem para vigiar ou tratar a sua saúde, com particular preocupação com os mais vulneráveis, quer na perspectiva da iliteracia em saúde, quer pela maior fragilidade ou por situações de exclusão social.

b) Promovem a continuidade de cuidados e a coordenação e gestão dos processos assistenciais No processo da prestação de cuidados aos doentes as equipas de Saúde Familiar assumem o importante papel de “gestores do processo assistencial”: são os primeiros a acolher e a prestar cuidados aos doentes, se necessário encaminham os doentes para os CSH para realizarem meios complementares de diagnóstico mais sofisticados e/ou serem observados e tratados pelos especialistas hospitalares, recebendo-os após a alta hospitalar, acompanhando-os na evolução de todos os tratamentos, garantindo a sua continuidade e integração, monitorizando os efeitos secundários e procurando prevenir danos iatrogénicos (prevenção quaternária) , de modo a diminuir o sofrimento e as limitações funcionais aos doentes, as eventuais sequelas das doenças, bem como o impacte das situações nos cuidadores.

c) Promovem a saúde e o “empowerment” dos cidadãos, das famílias e da comunidade Os CSP, com os contributos de todos os seus profissionais (médicos de família, médicos de saúde pública, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais, higienistas orais, técnicos de saúde ambiental, podologistas, entre outros), promovem a melhoria do estado de saúde das pessoas e potenciam o empowerment dos cidadãos, das famílias e da comunidade e das suas instituições. Esta é uma estratégia fundamental que corresponde ao que a OMS recomenda: “Agarra a saúde com as tuas mãos” e a “Saúde em todas as políticas”.

d) Podem e devem atingir uma capacidade resolutiva muito elevada Os CSP podem responder à grande maioria dos problemas e das necessidades em saúde decorrentes dos problemas de saúde crónicos e agudos, induzindo uma diminuição da procura de cuidados hospitalares, reduzindo a necessidade de recurso a cuidados mais complexos e a tecnologia mais dispendiosa que as fases mais avançadas das doenças requerem.

 

ACSS-min. saúde               Grupo Técnico para o Desenvolvimento dos Cuidados de Saúde Primários

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close